BRAULICHELLI – DOENÇA DE CROHN

Após 4 dias de tratamento eu não sentia mais nada…Para mim, foi um verdadeiro milagre!

 Braulichelli teve uma infância absolutamente normal.  Porém, quando entrou na adolescência e se preparava para desfrutar a juventude, começou a apresentar cólicas abdominais, diarreias sanguinolentas e emagreceu assustadoramente, chegando a pesar apenas 35 kg.

Por conta da doença, ela precisou interromper os estudos e iniciou a sua saga terapêutica: anti-inflamatórios, analgésicos, imunodepressores biológicos de alto custo e uma grave cirurgia abdominal para remover parte do intestino que estava subocluída.

Braulichelli tomava 1 injeção de HUMIRA (ADALIMUMABE) a cada 15 dias e a sua médica queria aumentar a dose para 1 injeção por semana para tentar controlar a doença.

Entretanto, a paciente ficou muito preocupada com a queda da sua imunidade, pois já havia contraído herpes zoster na região frontal e, quando o vírus herpes atinge o encéfalo, as consequências podem ser muito graves.

braulichelli1Após assistir a alguns depoimentos dos nossos pacientes com Doença de Crohn, Braullicheli agendou uma consulta em Campinas e, enquanto aguardava o seu dia chegar, já parou de ingerir glúten.

Quando nós a atendemos, ela já estava se sentindo melhor por conta da dieta. Prescrevemos então o tratamento com a Vitamina D em doses hiperfisiológicas e deixamos a suspensão dos medicamentos convencionais a seu critério.

Em apenas 4 dias de tratamento com a Vitamina D todos os sintomas da Doença de Crohn desapareceram e Braulichelli parou de tomar HUMIRA e todos os medicamentos analgésicos e antiinflamatórios.

Após 4 meses de tratamento, ela retornou para a segunda consulta e   gravou seu depoimento, extremamente feliz!

O PROTOCOLO DA VITAMINA D E A DIETA SEM GLÚTEN LHE DEVOLVERAM A ALEGRIA DE VIVER.  PORÉM, INFELIZMENTE, NADA PODERÁ LHE DEVOLVER OS MELHORES ANOS DA SUA VIDA QUE FORAM ROUBADOS PELOS GRAVES SINTOMAS DA DOENÇA DE CROHN E PELOS PENOSOS EFEITOS COLATERAIS DO TRATAMENTO CONVENCIONAL.

MARTA – ARTRITE REUMATÓIDE

Uma viagem à Patagônia me convenceu dos malefícios do glúten…

martaHá 6 meses a Dra. Sarah, trouxe a sua mãe a Campinas para uma consulta. A paciente é portadora de Artrite Reumatóide há 28 anos e estava evoluindo mal, apesar de tomar regularmente os principais medicamentos convencionais.

Marta assistiu a diversos depoimentos em nosso site e, por conta própria, já estava fazendo uma dieta sem glúten com significativa melhora dos sintomas da doença.

Quando introduzimos a Vitamina D em altas doses ela ficou completamente assintomática durante 4 meses. Entretanto, a família viajou de férias para a Patagônia e, por falta de opções alimentares, a Sra. Marta voltou a ingerir glúten.  Em dois dias todos os sintomas da Artrite Reumatóide voltaram a se manifestar.

Voltando ao Brasil ela retomou a dieta e os sintomas desapareceram novamente.

Impressionada com os resultados alcançados, a Dra. Sarah pediu para fazer um estágio em nossa clínica.

marta1Ela vai trabalhar conosco durante esse ano, participando ativamente do atendimento de centenas de pacientes.

Deverá também fazer um trabalho de revisão dos principais casos que temos gravados em nosso arquivo e, no final do ano, estará preparada para fazer parte da equipe de médicos do Protocolo da Vitamina D.

VERLENE – PÚRPURA TROMBOCITOPÊNICA E SÍNDROME DE SJÖGREN

Verlene veio ao Brasil para acompanhar o tratamento do seu esposo Ricardo com altas doses de vitamina D. Entretanto, ela disse que também gostaria de fazer uma consulta pois estava preocupada com alguns sinais e sintomas que estava apresentando.

Eu comentei que está ocorrendo uma verdadeira epidemia de doenças autoimunes que já atinge 1 cada 7 homens e 1 cada cinco mulheres nos Estados Unidos, ou seja, cerca de 70 milhões de pessoas. E concluí, em tom de brincadeira: vamos investigar o seu caso, mas prepare-se, pois “quem procura, acha!”

Durante a anamnese, Verlene informou que apresentava manchas roxas na pele e as suas plaquetas oscilavam em torno de 30.000/ml (normal: 200.000 a 400.000/ml). Queixou-se também mucosas secas mas, até o momento, os  médicos não haviam valorizado esses sintomas.

Solicitamos alguns exames de laboratório, constatamos que Verlene estava apresentando autoanticorpos e fizemos 2 diagnósticos: púrpura trombocitopênica  idiopática e  síndrome de  Sjögren.  

Verlene adotou a mesma dieta que recomendamos para o Ricardo.  Ela eliminou completamente o glúten da sua alimentação e, em apenas 4 meses as suas plaquetas aumentaram para 109.000, as manchas roxas desapareceram, o fluxo lacrimal normalizou e as alergias desapareceram completamente.

COM A DIETA SEM GLÚTEN, RICARDO EMAGRECEU 35 KG EM APENAS 4 MESES, SEM PASSAR FOME…

1

Considerando o fato de que somente 23% dos brasileiros estão com o peso ideal, a dieta sem glúten deveria ser uma regra e não uma exceção.

RICARDO MOURA – ESCLEROSE MÚLTIPLA


“ELES MORAM NOS ESTADOS UNIDOS, MAS OPTARAM PELO TRATAMENTO COM A

VITAMINA D NO BRASIL”

É muito complicado morar e trabalhar em outro país e, de repente, perder completamente as forças e voltar para casa se arrastando pelo chão e tornar-se totalmente dependente…

Ricardo foi internado em um Hospital nos EUA, realizou uma ressonância, recebeu o diagnóstico de Esclerose Múltipla e foi submetido a uma pulsoterapia. Quando lhe deram alta, prescreveram Tysabri (Natalizumab) para dar continuidade ao tratamento e lhe apresentaram uma conta de US$ 50.000 dólares.

Verlene, a esposa de Ricardo, realizou uma pesquisa na Internet e muito preocupada com os efeitos colaterais da droga, optou pelo tratamento com o protocolo da vitamina D e vieram para o Brasil.

Ricardo começou a melhorar rapidamente.

Ele nos telefonou porque precisava de uma orientação. Mantivemos o protocolo e recomendamos que cortasse o glúten tóxico da sua alimentação.  Em poucos meses Ricardo perdeu 35 kg, voltou a dirigir automóveis e, se Deus quiser, em breve voltará a trabalhar com o seu caminhão…

Aproveitando a viagem ao Brasil, Verlene disse que também gostaria de fazer um Check Up.Ricardo

Eu lhe disse em tom de brincadeira que está havendo uma verdadeira epidemia de doenças autoimunes e, quem procura, acha…  Foi exatamente o que aconteceu!

Assistam também ao seu depoimento…