LORENA – DERMATITE ATÓPICA

“Mais uma história dramática com final feliz:

Lorena recebeu alta!”

Há 6 meses Lorena e sua mãe Renata emocionaram profundamente milhares de pessoas ao redor do mundo com a sua história dramática que, finalmente, hoje chega ao final feliz: Lorena está recebendo alta.

Alta não significa que ela está curada. A sua doença não tem cura, mas tem solução.

E essa solução é simples, barata e livre de efeitos colaterais.

Não precisamos mais intoxicar as nossas crianças com altas doses de corticoides, antibióticos e imunodepressores que fazem tanto mal.

Não precisamos mais gastar pequenas fortunas com cremes hidratantes caríssimos, internações hospitalares e exames sofisticados.

Por enquanto os nossos casos de dermatite atópica estão sendo solucionados com Vitamina D e uma rigorosíssima dieta sem glúten que requer orientação especializada para controlar contaminações cruzadas.

Assista ao primeiro video de Lorena clicando aqui.


 

CRISTIANE MAZARINI- POLIMIOSITE

“Cristiane, nos deu um grande exemplo de amor ao próximo.”

Aos 15 anos de idade Cristiane recebeu o diagnóstico de Polimiosite. Ela ainda era muito jovem e não tinha condições de avaliar a gravidade da sua doença.

No entanto, ela começou a perceber claramente os efeitos colaterais do tratamento convencional:  em poucos meses ela engordou 6 kg e ficou com o rosto inchado e cheio de espinhas. Para uma adolescente, isso é uma verdadeira tragédia. E se ela continuasse a tomar cortisona poderia desenvolver diabetes, estrias, catarata, osteoporose, necrose asséptica da cabeça do fêmur etc. Seria apenas uma questão de tempo e, infelizmente, o tratamento das doenças autoimunes é para toda a vida.

Por sorte a sua mãe trabalhava para a Dra. Cláudia, uma conceituada médica oftalmologista de Mogi Mirim que conhecia o nosso trabalho e Cristiane chegou até nós.

Iniciamos o tratamento com o Protocolo da Vitamina D e dieta sem glúten e em poucos dias ela começou a melhorar. As dores musculares desapareceram e o CPK normalizou.

Cristiane prestou um depoimento que foi divulgado em nosso site e tem ajudado muitas pessoas.

Hoje mesmo ela trouxe uma paciente de Brasília que também é portadora de polimiosite e ficou hospedada em sua    casa, deixando transparecer todo o seu altruísmo.

Veja o primeiro depoimento de Cristiane clicando aqui.


 

DEBORA – DERMATOMIOSITE

“Debora está extremamente feliz pois recuperou a sua saúde e Deus lhe deu um filho maravilhoso”

Debora é portadora de Dermatomiosite, uma grave doença auto imune que atinge a pele e os músculos de todo o corpo.

Ela estava em tratamento com diversos medicamentos convencionais, inclusive o metotrexato, sem sucesso. Além do mais, como essa droga pode causar má formação fetal, Debora não poderia realizar o seu sonho de ter o segundo filho.

Por uma feliz coincidência nós nos conhecemos e eu lhe prometi que ela iria se livrar da sua doença e dos medicamentos convencionais que possuem tantos efeitos colaterais.

Iniciamos o tratamento com o Protocolo da Vitamina D e suspendemos todas as drogas que ela estava tomando. Em poucas semanas Debora livrou-se de todos os sintomas da dermatomiosite.

Alguns meses depois engravidou e hoje, veio trazer o seu filho Yuri para o conhecermos.

Existe uma preocupação das mães e dos ginecologistas em relação a gravidez e doses elevadas da vitamina D.

Debora tomou doses altas durante toda a gestação e seu filho nasceu absolutamente normal.

Na experiência do Dr. Cícero e dos demais médicos que como nós também receitam vitamina D em doses hiperfisiológicas o resultado desse tratamento é que as crianças vitaminadas nascem mais saudáveis e inteligentes.

Veja o primeiro depoimento da Debora clicando aqui


 

CARLOS BERNARDINO – DOENÇA DE CROHN (Parte 2)

“Estou muito feliz, ganhei massa muscular e qualidade de vida…”

Carlos é portador de doença de Crohn desde o ano 2010.

Durante os primeiros 6 anos ele submeteu-se ao tratamento convencional com graves complicações: apresentou uma suboclusão intestinal e precisou remover cirurgicamente 30 cm do intestino.

Com o uso prolongado da azatioprina (imuran) ele desenvolveu tumores cancerígenos na bexiga e decidiu buscar uma nova terapia.

Há 2 anos Carlos nos procurou em Campinas. Ele apresentava crises de diarreia diariamente, estava com anemia, fraqueza e muito desânimo.

Iniciamos o tratamento com o Protocolo da Vitamina D e retiramos o glúten da sua alimentação.

A evolução clínica superou todas as expectativas. Ele está cada vez mais disposto, voltou a praticar esportes vigorosos, ganhou massa muscular e recuperou a alegria de viver.O seu testemunho é mais uma evidência cristalina de que o Protocolo da Vitamina D e a dieta sem glúten representam a melhor opção terapêutica para Doença de Crohn e as demais patologias imunológicas.

Clique no link aqui para assistir o primeiro depoimento de Carlos Bernardino.