MARINA – DERMATOMIOSITE

“MAIS UMA PRECIOSA VIDA RESTAURADA COM O PROTOCOLO DA VITAMINA D”

Aos cinco anos de idade Marina apresentou vermelhidão na face, fraqueza e dores pelo corpo. Depois de consultar vários médicos, foi submetida a uma biópsia muscular na USP em São Paulo e recebeu o diagnóstico de dermatomiosite.

marina2Durante nove anos ela foi tratada (sem sucesso) com poderosos medicamentos convencionais que provocaram muitos efeitos adversos: obesidade, estrias e uma mancha branca no cristalino (catarata precoce incipiente causada pela cortisona).

Suspendemos criteriosamente todos os medicamentos convencionais, iniciamos o protocolo da vitamina D, retiramos completamente o glúten tóxico da sua alimentação e, em poucas semanas, Marina livrou-se das dores musculares, das lesões dermatológicas, ganhou disposição e recuperou a autoestima.

marina3Marina apresentava na face lateral e posterior dos braços uma alteração dermatológica denominada hiperqueratose folicular (chicken skin), que faz parte dos dez principais sinais e sintomas de sensibilidade ao glúten. Complementamos a dieta com doses fisiológicas de vitamina A e as lesões desapareceram completamente.

Durante as férias Marina comeu alguns alimentos com glúten e logo em seguida voltaram as dores musculares, a vasculite e a CPK (Creatinafosfoquinase), enzima que detecta lesões musculares, aumentou significativamente.

Atualmente Marina está muito bem de saúde e tanto ela quanto a sua mãe estão conscientes de que a dieta sem glúten é imprescindível para o sucesso do seu tratamento.

DÉBORA – DERMATOMIOSITE


MAIS UMA VIDA RESTAURADA…

 Por uma feliz coincidência, encontrei a Sra. Débora e família visitando uma casa que pretendiam comprar. De repente, a sua filha, uma menina de sete anos de idade, entrou na nossa conversa dizendo que sua mãe não podia subir escadas porque estava doente.

Constrangida, Débora chamou a atenção da criança e explicou que era portadora de DERMATOMIOSITE, uma doença autoimune de grave prognóstico.

deboraEu me apresentei como médico e disse que a informação da sua filha era providencial, pois tratávamos doenças imunológicas com o Protocolo da Vitamina D com muito sucesso. Falei para ela assistir a alguns depoimentos em nosso site e, três dias depois, nós a atendemos em nosso consultório.

Interrompemos o uso de todos os medicamentos convencionais e Débora passou a medicar-se com o Protocolo da Vitamina D. Em poucos dias ela livrou-se de todos os sintomas da sua doença e restaurou a sua Qualidade de Vida.

O seu depoimento é uma evidência cristalina de que não necessitamos mais medicar os nossos pacientes com drogas imunodepressoras dispendiosas que não raramente provocam efeitos colaterais devastadores.

“NA MINHA EXPERIÊNCIA, A VITAMINA D EM ALTAS DOSES, POTENCIALIZADA PELA DIETA ISENTA DE TRIGO, CENTEIO, CEVADA E AVEIA, É A MELHOR OPÇÃO TERAPÊUTICA PARA TODAS AS DOENÇAS IMUNOLÓGICAS”.


TÁCIO – DERMATOMIOSITE

“MAIS UMA HISTÓRIA DRAMÁTICA COM FINAL FELIZ”

Tácio é um jovem muito atuante e querido em nossos grupos da Internet. Ele reside em Itumbiara, porém a sua doença foi diagnosticada e tratada no H.C. da Universidade Federal de Goiânia.

No final de 2014 ele começou a apresentar dores generalizadas muito fortes, edema das articulações principalmente dos dedos e dos joelhos. Pouco tempo depois surgiram inúmeras lesões eritematosas ulceradas na pele de todo o corpo.

A patologia evoluiu com febre, fraqueza muscular intensa, limitação dos movimentos. O músculo cardíaco também foi afetado e o paciente apresentou falta de ar e edema de membros inferiores. A FRAÇÃO DE EJEÇÃO DO VENTRÍCULO ESQUERDO no ECOCARDIOGRAMA era de apenas 42%.

Tácio emagreceu 25 kg em seis meses e perdeu muito cabelo.

Ficou internado por 52 dias para investigação do diagnóstico, sendo medicado com até 80 mg de corticóide,  reuquinol (sofreu complicações visuais), carvedilol e enalapril.

tacio1Submeteu-se a uma nova internação de 35 dias realizando diversas pulsoterapias com dexametasona, ciclofosfamida e recebeu imunoglobulina humana. Foi medicado também com azatioprina, ficando com apenas 8.000 plaquetas. Devido à baixa imunidade iatrogênica, recebeu azitromicina, preventivamente, durante 6 meses.

Desesperado com a evolução do seu caso ele nos procurou em Campinas para submeter-se ao tratamento com a Vitamina D. Demos início imediato ao Protocolo, suspendemos todos os medicamentos convencionais e em apenas cinco meses gravamos o seu depoimento.

Tácio retornou a Goiânia para realizar os exames de controle e os reumatologistas que acompanham o seu caso no H.C. ficaram surpresos com as melhoras apresentadas.tacio2

Tácio tem uma enorme dívida de gratidão com todos os médicos da Universidade que cuidaram dele com extremo carinho e dedicação. Por esse motivo, ainda não teve coragem para contar abandonou todos os medicamentos e está tomando apenas o PROTOCOLO DA VITAMINA D.

Nota: FAZEMOS QUESTÃO DE SALIENTAR QUE O SUCESSO DESSE TRATAMENTO NÃO É UMA QUESTÃO DE COMPETÊNCIA MÉDICA E SIM, DE EFICIÊNCIA TERAPÊUTICA.


tacio3Durante os meses que ficou internado, Tácio conheceu Tauana, uma jovem portadora de Doença Mista do Tecido Conjuntivo.  Por sua indicação, ela também abandonou os convencionais e está se tratando conosco em Campinas.  O depoimento da Tauana já está editado e iremos publicá-lo em seguida.

 

LINDALVA – DERMATOMIOSITE

Há 4 meses recebi uma ligação do Prefeito de Osvaldo Cruz pedindo para eu atender com urgência uma paciente que estava muito mal. Eu assenti e, no mesmo dia, ele a mandou  para Campinas numa ambulância da Prefeitura.

lindalvaA Sra. Lindalva chegou até nós numa situação desesperadora: não conseguia se mover, não engolia, respirava muito mal e estava com a voz anasalada por causa da queda do véu palatino.

Lindalva recebera o diagnóstico de Dermatomiosite, uma doença autoimune potencialmente fatal. Como ela não estava respondendo ao tratamento convencional a sua filha pesquisou na Internet, assistiu a alguns depoimentos no site “Vitamina D Medicina e Saúde” e trouxe-nos a sua mãe para uma consulta.

Iniciamos prontamente o tratamento com a Vitamina D em doses altas, retiramos o glúten tóxico da dieta e suspendemos os medicamentos convencionais.

lindalva2A recuperação da Sra. Lindalva superou todas as expectativas.  Em apenas 11 dias ela nos enviou um vídeo pelo celular executando alguns movimentos e se alimentando sem a sonda naso-entérica e dois meses depois, enviou novo vídeo em que ela aparecia andando, agachando e muito feliz.

Quatro meses após o inicio do tratamento, ela voltou para a segunda consulta completamente recuperada e extremamente feliz!!!!lindalva1

MAIS UMA VIDA QUE FOI SALVA COM O PROTOCOLO DA VITAMINA D DESENVOLVIDO PELO DR. CÍCERO GALLI COIMBRA.