LORENA – DERMATITE ATÓPICA

“Mais uma história dramática com final feliz:

Lorena recebeu alta!”

Há 6 meses Lorena e sua mãe Renata emocionaram profundamente milhares de pessoas ao redor do mundo com a sua história dramática que, finalmente, hoje chega ao final feliz: Lorena está recebendo alta.

Alta não significa que ela está curada. A sua doença não tem cura, mas tem solução.

E essa solução é simples, barata e livre de efeitos colaterais.

Não precisamos mais intoxicar as nossas crianças com altas doses de corticoides, antibióticos e imunodepressores que fazem tanto mal.

Não precisamos mais gastar pequenas fortunas com cremes hidratantes caríssimos, internações hospitalares e exames sofisticados.

Por enquanto os nossos casos de dermatite atópica estão sendo solucionados com Vitamina D e uma rigorosíssima dieta sem glúten que requer orientação especializada para controlar contaminações cruzadas.

Assista ao primeiro video de Lorena clicando aqui.


 

LUÍZA – DERMATITE ATÓPICA (primeira consulta)

“Parar de comer glúten foi a melhor coisa que eu fiz na minha vida…”

Poucos meses após o nascimento, Luíza começou a manifestar alergias respiratórias e, aos 2 anos de idade, desenvolveu um quadro grave de dermatite atópica.

Luiza sofreu muito a vida toda… em determinadas ocasiões as dores e as coceiras eram tão insuportáveis que ela ficava enlouquecida e pedia a Deus para morrer…

Depois de consultar dezenas de médicos e se submeter a quase todos os tratamentos convencionais disponíveis, ela já não tinha mais nenhuma expectativa de levar uma vida normal.

Felizmente, pesquisando na Internet, ela assistiu a alguns depoimentos dos nossos pacientes e suas esperanças se renovaram.  Ela mostrou os vídeos para a sua mãe, marcou uma consulta em Campinas e decidiu eliminar o glúten da sua alimentação enquanto aguardava a data agendada.

A princípio, sua mãe foi contra a retirada do glúten sem uma orientação especializada. No entanto, em apenas 3 semanas a pele de Luíza melhorou 90% e, ao ver os resultados da dieta ela assim se manifestou:

“Em 25 anos é a primeira vez que a minha filha parou de se coçar! Literalmente, ela nunca mais se coçou! Eu estou em estado de graça”.
–Ivana (mãe)


Muitos ainda criticam veementemente o nosso trabalho, simplesmente porque preconizamos uma dieta sem glúten.

Porém, essa conduta está alicerçada em farta literatura científica internacional, bem como centenas de casos clínicos como esse da Luíza.

Estamos plenamente convencidos da importância dessa medida terapêutica e defendemos humildemente a nossa posição compartilhando a seguinte mensagem:

MATHEUS – DERMATITE ATÓPICA

“Depois de 12 anos de sofrimento, finalmente eu encontrei a solução para a minha Dermatite Atópica”

As histórias dos pacientes com Dermatite Atópica são quase todas muito parecidas: coceiras insuportáveis, noites em claro, pele descamada e sangue nos lençóis e uma peregrinação em dezenas de consultórios médicos em busca de uma solução que, na maioria dos casos não é encontrada.

Matheus relatou que já consultara mais de 50 médicos, inclusive no HC da USP de Ribeirão Preto e experimentou praticamente todos os remédios convencionais sem sucesso.

Foram 12 anos de intenso sofrimento. Evidentemente, os seus familiares sofreram junto, pois os pais não conseguem dormir tranquilos com o filho se coçando no quarto ao lado.

Por sorte, há 4 meses ele teve acesso a alguns depoimentos de nossos pacientes e veio a Campinas em busca de uma nova terapia.

A melhora foi espetacular. A coceira desapareceu e a sua pele ficou praticamente normal.

Como todos sabem, existe uma forte correlação entre o estresse e as doenças imunológicas e, há 2 semanas ele sofreu um grave acidente de trânsito com óbito de um dos envolvidos.

Matheus passou várias noites acordado por causa das lembranças do acidente e apresentou uma exacerbação da sua dermatite, porém, nada comparável com as crises anteriores.

Hoje sua pele ainda está cerca de 90% melhor do que há 4 meses e, certamente, dentro de pouco tempo ele estará completamente livre dessa terrível patologia.


JOSÉ ROBERTO – DERMATITE ATÓPICA

“Eu já havia perdido as esperanças da minha pele ficar normal…”

José Roberto é filho de um médico e uma dentista, ambos Professores Universitários na cidade de Campinas.

Logo após o nascimento ele desenvolveu 3 patologias imunológicas: dermatite atópica, rinite e asma.

Durante a vida toda José foi assistido pelos mais conceituados dermatologistas e alergologistas de Campinas, porém, não estava evoluindo bem.

Recentemente ele nos procurou em busca de uma nova terapia.  Suspendemos os medicamentos convencionais e uma semana depois José começou a perceber as melhoras: passou a respirar pelo nariz, reduziu a necessidade de utilizar a sua “bombinha” de broncodilatadores para controlar a asma e a coceira da pele começou a desaparecer.

Após 3 meses de tratamento ele compareceu para avaliarmos a sua evolução e relatou que a coceira reduziu 99% e, em nossa avaliação, as lesões de pele melhoraram cerca de 70%.  Porém, o tratamento está apenas começando e, se Deus quiser, Roberto terá uma vida normal.

Ele está muito feliz com os resultados e autorizou-nos compartilhar o seu depoimento com o objetivo exclusivo de ajudar outras pessoas que estão sofrendo com os mesmos problemas.